Home » Opinião, cartas

Aquecimento

Publicado por admin - Sunday, 27 January 2013

Foi reconfortante ler o artigo dos colegas Kenitiro Suguio, José Bueno Conti e Ricardo Augusto Felício (“Ciência se faz com evidências”, Jornal da USP nº 983, de 17 a 23 de dezembro de 2012, na internet em http://espaber.uspnet.usp.br/jorusp/?p=26966). Como cientista, desde meu início como monitor na Universidade do Chile, em 1959, posso detectar quando dados são tratados com desleixo ou abusa-se da extrapolação. Mas sendo minha área afastada das geociências, sentia-me inibido para entrar no debate do “aquecimento global antropogênico” (AGA), que virou político, quase religioso, como a evolução. Ainda não sei quem, nem com qual propósito, inventou o AGA. Os “céticos” têm pouco espaço na mídia. O AGA carece de embasamento científico. Outro sinal positivo foi que a resolução final da Conferência Rio + 20 fala de “eliminação da pobreza”. Não é que essa menção vá mudar coisa nenhuma, mas pelo menos vai além do AGA. Os autores do artigo nos lembram de dramas reais, como a falta de saneamento básico para bilhões de seres humanos. Acrescentemos a fome, as guerras: eis grandes inimigos da humanidade e do planeta.

Milan Trsic, professor titular aposentado do Instituto de Química de São Carlos da USP