Home » 1014 (30 a 06.10.2013), Cultura

Edusp em voo solo

Publicado por admin - Tuesday, 1 October 2013

O stand do Brasil na Feira do Livro de Frankfurt de 2012 (acima) e obras da Edusp que serão expostas no evento deste ano (ao lado): produção relevante

FEIRA DE FRANKFURT

Pela primeira vez, a editora da Universidade participará da emblemática feira alemã, que começa dia 8 de outubro, com stand próprio. A Edusp está levando 150 de seus mais importantes títulos e programou palestras com a participação de dez de seus autores

A maior editora universitária do País vai ter uma participação mais do que especial na mais aclamada feira de negócios literários do planeta. A Editora da Universidade de São Paulo, a Edusp, vai ter pela primeira vez um stand próprio na Feira do Livro de Frankfurt. O encontro germânico vai de 8 a 13 de outubro. Por mais que some mais de uma dezena de participações em Frankfurt, a Edusp nunca compareceu com espaço próprio. Nas outras vezes em que participou, esteve sob o amplo guarda-chuva da Câmara Brasileira do Livro (CBL). “Nossa intenção é ter uma participação mais sólida e mais visível, para divulgarmos não só nossos livros e autores, mas a própria Universidade”, ressalta Plinio Martins Filho, presidente da Edusp.

Guimarães: mais internacionalização

A presença da editora em Frankfurt com um stand próprio de 40 metros quadrados – cujo projeto é do professor Gustavo Piqueira, da FAU – se deve a dois fatores. O primeiro diz respeito ao próprio evento: este ano, o país homenageado pela feira é justamente o Brasil – então, nada mais óbvio que a principal editora universitária brasileira se fizesse representar em grande estilo. O outro fator vai ao encontro daquilo que se tem acostumado chamar de “internacionalização” da USP. Ou seja, uma participação cada vez mais substantiva da Universidade em eventos – acadêmicos ou não – por todas as latitudes do globo. Tanto é assim que quem sugeriu que a Edusp tivesse seu próprio espaço na Feira de Frankfurt foi o embaixador Renato Guimarães, secretário-geral do Programa USP Internacional. “A intenção é deixar a USP ainda mais internacional do que ela já é, programando atividades diversificadas”, afirma Guimarães. “Foi uma coincidência feliz o Brasil ser o país homenageado deste ano. Isso dará relevância à nossa produção cultural tanto na Alemanha quanto nos países vizinhos. Além do mais, a Edusp representa a Universidade de São Paulo como um todo, e não essa ou aquela unidade”, garante o embaixador.

Viola caipira – Para marcar bem sua presença na Alemanha – e para representar bem a Universidade, como ressaltou o embaixador Guimarães –, a Edusp pensou grande. Está levando para a feira cerca de 150 títulos de seu catálogo, valorizando principalmente os autores brasileiros e, claro, uspianos. Um dos destaques será História do Brasil, do professor Boris Fausto. Este livro já foi editado em mais de dez línguas, inclusive a alemã, em uma inédita coedição da Edusp com uma editora teutônica.  “Procuramos valorizar os destaques de nosso catálogo e, com exceção do Boris Fausto, trouxemos todos os livros em português, apesar de sabermos que os livros traduzidos para o inglês são mais fáceis de se comercializar”, diz Martins Filho. Além de disponibilizar títulos que podem agradar em muito o mercado editorial internacional, a editora programou também uma série de eventos para os seis dias de feira.

Plinio Martins, presidente da Edusp: objetivo é divulgar a Universidade

No total, serão dez palestras ou conferências ministradas por autores da Edusp, como a professora da ECA Marisa Midori, autora do premiado O Império dos Livros, Nádia Gotlib, autora de dois livros seminais sobre Clarice Lispector, Clarice Fotobiografia e Clarice: Uma vida que se Conta, este último já na sétima edição (confira a programação completa da Edusp em Frankfurt na página ao lado), e o ex-reitor Jacques Marcovitch, com a palestra  “O Quão Factível é a Administração da Amazônia?”. Um dos prováveis destaques dos eventos agendados pela editora – e que certamente chamará a atenção dos visitantes – será o lançamento de Cantando a Própria História, do professor e violonista Ivan Vilela. Mais do que lançar seu livro em terras germânicas, Vilela dará um concerto para o público com sua viola caipira.
Outra palestra que chama a atenção na programação da editora em Frankfurt é a que o ex-ministro Rubens Ricupero proferirá no dia 11 de outubro. Presidente do Conselho Editorial da Edusp, Ricupero falará sobre as perspectivas do Brasil em tempos de globalização, crescimento econômico e redução da pobreza – apesar de os números hoje já não serem mais tão animadores. “A presença de um intelectual como Ricupero certamente vai exponenciar ainda mais nossa participação na Alemanha”, acredita o embaixador Renato Guimarães.

Mais projetos – Essa participação solo da Edusp em Frankfurt, na verdade, faz parte de um projeto mais amplo que a Universidade está programando para se tornar ainda mais internacional. A Edusp é uma parte desse projeto, já que participa regularmente de feiras internacionais, como as de Lima (Peru), Buenos Aires (Argentina) e Guadalajara (México), sem falar na alemã. Mas há a intenção de se estreitar laços com outras instituições e órgãos governamentais para que esse projeto se torne mais amplo.
Uma ideia é criar uma colaboração mais estreita com o Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores para facilitar a participação em outras feiras. “Uma simples aproximação pode abrir novos horizontes para a Edusp e para a divulgação do livro brasileiro”, afirma Renato Guimarães.

Feira de Frankfurt: espaço privilegiado para a Edusp mostrar a produção científica e cultural da USP

A editora em Frankfurt

Confira abaixo a programação completa da participação da Edusp na Alemanha:

Dia 9/10 – Quarta-feira
10h30
Bate-papo: “Editoração e Livros sobre Livros no Catálogo da Edusp”
Palestrante: Marisa Midori Deaecto
Local: stand da Edusp – Hall 5.1
11h45
Mesa-redonda: “A Influência do Livro no Processo de Aprendizado”
Participantes: Nádia Battella Gotlib e Marisa Lajolo
Local: Forum Education – Hall 4.2

Livros brasileiros na Feira de Frankfurt em 2009: depois de participar de várias edições do evento ao lado de outras editoras, Edusp ganha espaço próprio neste ano

15h
Palestra: “Editoras Universitárias no Brasil: Diagnósticos e Perspectivas”
Palestrante: Marisa Midori Deaecto
Local: stand do Brasil – Hall 5.1 E79
16h
Palestra: “Abençoado e Danado do Samba”
Palestrante: Ricardo Azevedo
Local: stand da Edusp – Hall 5.1

10/10 – Quinta-feira
11h
Palestra: “Clarice, uma Vida que se Conta”
Palestrante: Nádia Battella Gotlib
Local: stand da Edusp – Hall 5.1
15h
Palestra: “Uma Visão da Gravura Brasileira do Início do Século 20 aos Anos 60”
Palestrante: Mayra Laudanna
Local: stand da Edusp – Hall 5.1

11/10 – Sexta-feira
13h
Palestra: “Passagens: Literatura Judaico-Alemã entre Gueto e Metrópole”
Palestrante: Luis S. Krausz
Local: stand da Edusp – Hall 5.1
14h
Palestra: “Brazil at Crossroads”
Palestrante: Rubens Ricupero
Local: stand da Edusp – Hall 5.1
15h
Palestra: “O Quão Factível é a Administração da Amazônia?”
Palestrante: Jacques Marcovitch
Local: stand da Edusp – Hall 5.1

12/10 – Sábado
13h
Lançamento do livro Cantando a Própria História, com apresentação musical de viola caipira
Autor: Ivan Vilela
Local: stand da Edusp – Hall 5.1