Home » 1053 (09 a 15.02.2015), Comunidade

Renovação na academia

Publicado por admin - Tuesday, 10 February 2015

CALOUROS

Novos alunos da USP serão recebidos com atividades especiais de integração, reforço aos valores da Universidade e atenção contra trotes violentos

A 17ª Semana de Recepção aos Calouros, que marca o início do ano letivo de 2015, será realizada em todos os campi da USP entre os dias 23 e 27 de fevereiro. Nesse período, as aulas regulares são substituídas por palestras, oficinas, bate-papos com egressos, campanhas educativas e ações sociais. Institucionalizada na USP em 1998, a Semana de Recepção aos Calouros é organizada pelas comissões de Graduação das unidades e pelos centros acadêmicos e atléticas. Seu objetivo é promover a integração entre os novos alunos e os veteranos, além de transmitir os valores cultivados pela Universidade: humanismo, excelência, universalismo e solidariedade.

Com o tema “Feliz Veterano Novo”, a campanha deste ano enfatiza a ideia de que o calouro já é parte da instituição e será seu próximo veterano. O slogan está estampado em cartazes e cartões que serão distribuídos aos novos alunos na matrícula, quarta e quinta-feira desta semana. Também será entregue um questionário elaborado pela Liga Atlética Acadêmica da Universidade (Laausp), em parceria com a Pró-Reitoria de Graduação, para colher informações sobre práticas esportivas dos calouros e convidá-los a participar dos campeonatos esportivos, como o Bichusp, o Interbixos e o Intrabixo, realizados em diferentes campi em março.

Alegria e integração: várias atividades marcam a chegada dos calouros

O material a ser distribuído inclui o Código de Ética da Universidade e dois marcadores de livro que trazem destacados o artigo 21 do código e o artigo 2º da Portaria GR nº 3.154, reforçando a ideia de que a USP não tolera nenhum tipo de violação aos direitos humanos. A pedido dos coletivos femininos da Universidade, será incluído um texto de autoria desses grupos sobre as mulheres na USP.

Entre as atividades da Semana de Recepção na capital, a Escola Politécnica terá a aula inaugural ministrada pelo diretor científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Carlos Henrique de Brito Cruz (no dia 23, às 10h), além de campanha para arrecadação de livros. A Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) oferecerá um café da manhã com os pais dos calouros e fará uma visita monitorada à Cavalaria da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Os calouros da Faculdade de Medicina (FM) participarão do Ambulatório Social, acompanhando os veteranos num mutirão de atendimento gratuito na Praça da Sé. Também será promovido o simpósio Democracia Universitária, Ética e Corpo: Não à Opressão, Nenhuma Vida Vale Menos, pelo Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos (Diversitas), além de uma reunião de apresentação com os pais dos novos alunos.

Disque-Trote – O tradicional Manual do Calouro, antes publicado em versão impressa, passou agora a estar disponível em versão on-line (no endereço www.scs.usp.br/manualdocalouro), produzida pela Pró-Reitoria de Graduação e pela Superintendência de Comunicação Social (SCS) da USP. O novo portal contém informações sobre matrícula, calendário acadêmico, localização das unidades, opções de transporte, assistência médica e odontológica, bolsas e auxílios, bibliotecas, restaurantes, atividades culturais e esportivas e intercâmbio acadêmico, entre outras.

Recepção aos novos alunos: uma semana com palestras, oficinas e ação social

“O manual on-line é muito mais dinâmico, contém mais informações e está disponível o ano todo. Agora, tanto os calouros quanto suas famílias não precisam esperar o dia da matrícula para receber as informações e podem se planejar melhor, o que torna o ingresso na Universidade mais tranquilo”, explica o pró-reitor de Graduação, Antonio Carlos Hernandes.

O pró-reitor destaca também que qualquer calouro que se sentir vítima de tratamento inadequado e que cause, a quem quer que seja, agressão física, moral ou outras formas de constrangimento, dentro ou fora do âmbito da Universidade, poderá fazer a denúncia por meio dos canais de atendimento do Disque-Trote. O serviço atende pelo número 0800-012-1090 e começa a funcionar nesta segunda, dia 9, ficando ativo até o dia 25 de março, de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h. “É fundamental que os estudantes participem das atividades da Semana de Recepção. Mas, se ocorrer qualquer problema, é preciso denunciar”, reforça Hernandes. “A Universidade não tolerará nenhum tipo de desrespeito ou tratamento inadequado.”

O trote é proibido na USP desde 1999, quando o então reitor Jacques Marcovitch determinou que toda manifestação de recepção a novos alunos, em todos os campi, deveria estar integrada à Semana de Recepção aos Calouros. O Disque-Trote foi criado em 2000, com o propósito de receber denúncias sobre procedimentos abusivos.

O Disque-Trote recebe denúncias pelo telefone 0800-012-1090, pelo e-mail disquetrote@usp.br e também por um chat disponível no site do Manual do Calouro (www.scs.usp.br/manualdocalouro)

Expectativa e empolgação

De jovens que confessam a surpresa de ver o nome na lista de aprovados até aqueles que já estudam na USP, mas vão entrar num curso novo com a mesma expectativa da primeira vez – diversidade é a marca dos 11.057 ingressantes que a Universidade recebe.

Um dos “calouros veteranos” é Murilo Jakuk Ferreira Lopes, de 22 anos, aprovado para o curso de Direito. Murilo cursava Ciências Atuariais na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) desde 2012, mas já na época do primeiro vestibular pensava também em Direito, e agora resolveu mudar de vez.

O Manual do Calouro: mais dinâmica, publicação on-line traz informações úteis para os novos alunos se integrarem ao ambiente acadêmico

Para encarar a nova rodada de provas, fez cursinho durante apenas quatro meses para “recordar e recuperar” o que já havia aprendido nos tempos de escola e “tratado de esquecer” depois de ingressar na FEA. “Mesmo sendo meu segundo curso, estou bem empolgado e parece que vai ser a primeira vez de novo”, conta o calouro veterano.

“É um sonho estudar na USP”, diz Milena Rubacovi da Cruz, 17 anos, aprovada para o curso de Letras da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Milena havia feito vestibular no ano passado, mas sua aprovação veio só agora, depois de um período em que conta ter estudado “pra caramba” e se dedicado “além do que precisava”. O esforço rendeu a 24ª colocação entre mais de 2 mil candidatos ao curso. “Acho que não acreditei ainda”, revela. Entre as expectativas está a escolha da língua estrangeira: Milena vai decidir entre árabe, russo e alemão.

Já Guilherme Gamberini, de 18 anos, resume assim sua experiência de aprovação na USP: “Imagine isso – eu olhando para a tela do computador e chorando”. Guilherme passou também na Unicamp e na Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), mas vai optar por cursar Administração na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), em Piracicaba, porque prefere morar fora de São Paulo durante a graduação e ouviu ótimas referências sobre o curso e a cidade. “Meu irmão fez Administração na Ufscar e mencionou que é uma área que tem um leque de atuação muito grande. É desse leque que quero usufruir”, define.