Home » 1092 (14 a 20.12.2015), Comunidade

DRH coloca no ar novo portal

Publicado por mabi.barros.s@gmail.com - Monday, 14 December 2015

Disponível a partir desta terça-feira, dia 15, o novo site – desenvolvido em parceria com a Superintendência de Comunicação Social – promete maior funcionalidade e acesso à informação

MARIA BEATRIZ BARROS

O novo site do DRH: mais facilidade para acessar informações disponíveis.

Nesta terça-feira, dia 15, a Diretoria de Recursos Humanos (DRH) da USP lançará seu novo portal (http://www.usp.br/drh/), em parceria com a Superintendência de Comunicação Social (SCS). O intuito é facilitar a navegação e o acesso às informações hospedadas no site, que, por conta das inovações na área de tecnologia da informação, estava desatualizado.

Segundo João Pacheco, assistente do DRH e um dos responsáveis pela primeira versão do site da diretoria, a ideia de reformulação é de longa data. “Era uma necessidade já há algum tempo. Desta vez, uma equipe foi organizada para a atualização do site, que era nossa prioridade.” A principal diferença entre o novo portal e o antigo, no ar desde o início dos anos 2000, é a funcionalidade. “Está bem mais fácil para localizar as informações. O conteúdo é o mesmo, mas ele estará mais fácil de ser acessado”, explica William de Aguiar, integrante da equipe de apoio à assistência do DRH e que consolidou a reformulação do site.

O site contará com um moderno mecanismo de pesquisa, que permitirá ao leitor chegar mais rápido à informação desejada. Segundo Patrícia Carvalho, assistente do DRH, essa inovação era um dos pedidos dos usuários do portal. O conteúdo estará melhor dividido no sentido do público a que se destina: para o servidor, para a sessão de pessoal ou para o público externo.

O template do portal foi desenvolvido pela SCS, e seu layout se assemelha muito ao de outros sites da USP. O conteúdo está dividido em: “O Departamento”, o que é e quem trabalha; “Trabalhe na USP”, com informações sobre as vagas e concursos abertos na instituição; “Biblioteca DRH”; “Copert” (Comissão de Relações do Trabalho), que redireciona para o site dessa comissão; e, por fim, CCRH (Comissão Central de Recursos Humanos), também com mais informações sobre essa comissão.

“Quanto aos concursos, agora poderemos remeter o candidato direto para o link da inscrição. Antes isso não era possível. Nós tínhamos que explicar o caminho a ser feito no site para desembocar na página do concurso”, explica Aguiar.

Para David Griman, também assistente do DRH, “a grande diferença do site atual para o antigo, fora o conteúdo, é a questão da atualização. Atualmente, cada área do DRH precisa enviar o que quer que seja publicado para uma só pessoa, que tem a senha única do site, a fim de atualizá-lo. Do jeito que foi desenvolvido agora, cada área vai ter seu login e senha e vai atualizar o site, claro que sob uma supervisão. Para mim, esse foi o grande ganho. A informação agora pode chegar mais rápido ao nosso cliente.”

Equipe do DRH: William, Ana Carla, David e Patrícia. Foto: Marcos Santos

Ele ainda completa: “Com uma plataforma mais simples para gerar conteúdo, a informação é produzida com maior rapidez e chega mais rápido ao público-alvo. Nosso site, ao longo dos últimos anos, deixou de ser um veículo de informação. Como nós não conseguíamos atualizá-lo, demos prioridade a ferramentas como e-mail ou mensagem no sistema. Quando o site deixa de ser uma ferramenta de comunicação, ele é abandonado por todos. Acreditamos que agora ele vai poder voltar a ser usado para isso.”

Para a diretora geral do DRH, professora Ana Carla Bliacheriene, o novo site fará com que a demanda de informações ao departamento diminua. Uma vez que estas estarão claras no portal, outras formas de comunicação, como e-mail e telefonema, ficarão destinadas apenas para passar aquelas informações extraordinárias, não informadas no site.

O antigo portal foi um dos pioneiros na USP e serviu como modelo para sites de outras organizações da Universidade, segundo Pacheco.

Pedidos de servidores são automatizados

CINDERELA CALDEIRA

Desde o final de novembro, os servidores e docentes da USP podem fazer o pedido de afastamento do trabalho, com menos de 30 dias, de forma automatizada, similar ao que já vinha sendo feito para afastamentos de dirigentes. A novidade é que agora as solicitações devem ser incluídas pelo interessado no Marteweb, nos menus Minha Frequência e Solicitar Afastamento. A partir da solicitação pelo servidor ou docente, todos os envolvidos no processo de autorização receberão comunicados via e-mail.

Mari Kajioka Pantuffi, chefe administrativa do Serviço de Assentamentos da Diretoria de Recursos Humanos (DRH), alerta para a necessidade do preenchimento correto da solicitação. “O interessado deve preencher a solicitação de afastamento e incluir os anexos exigidos, a fim de evitar a devolução do pedido. Por ser um fluxo on-line, as partes envolvidas no processo devem ficar atentas às mensagens que são enviadas para seu e-mail, uma vez que, dependendo da informação, o fluxo da solicitação só prossegue após a ação de quem a recebeu”, alerta.

Para mais detalhes sobre a nova funcionalidade, o DRH disponibilizou o item Ajuda no site do sistema, cartilhas de esclarecimentos e um Manual de Normas e Diretrizes, que abordam todos os passos do novo processo. Quem ainda tiver dúvidas pode entrar em contato diretamente pelo e-mail rhassentamento@usp.br.