Home » 1092 (14 a 20.12.2015), Edição, Vamos

Parque Cientec continua de portas abertas nas férias

Publicado por leticiapfuentes@gmail.com - Monday, 14 December 2015

Visitantes podem mergulhar na ciência e na tecnologia por meio do Planetário Digital, da instalação do sistema solar e das trilhas ecológicas, além de conhecer as exposições temporárias, como a recém-inaugurada “Matemática e Música”

PAULA LEPINSKI

“No mundo natural, todas as ciências são misturadas e acontecem paralelamente. Para que as pessoas entendam isso de maneira mais fácil, elas precisam interagir, manusear, criar, moldar e caminhar para ter uma apropriação maior e uma vivência mais extensa.” A frase é de Fábio Ramos Dias de Andrade, diretor do Parque Ciência e Tecnologia da Universidade de São Paulo, ou apenas Parque Cientec, espaço que convida o público a descobrir como a ciência e a tecnologia estão presentes no dia a dia. Criado em 2001 pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP, tem 141 hectares, 120 destes de mata, e é considerado uma reserva ecológica da Universidade. Nas férias, de dezembro a fevereiro, o parque continua com suas portas abertas, oferecendo diversas atividades, entre elas as famosas sessões no planetário, além da exposição “Matemática e Música”.

Alameda do Sistema Solar, instalação ao ar livre do Cientec. Foto: Divulgação

O Cientec conta com três espaços que abrangem uma série de atividades cada um. “O parque fica hoje onde estava a sede da Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG), então as atividades são muito marcadas pela herança do que tinha no instituto”, explica o diretor. No espaço Cosmos, o público encontra a Alameda Solar, uma instalação ao ar livre que representa artisticamente o sistema solar e fornece informações científicas sobre cada um dos corpos celestes. No mesmo espaço, o Planetário Digital, instalado em uma sala com 50 lugares, exibe produções estrangeiras e próprias. Os interessados têm ainda a oportunidade de observar o céu aos sábados à noite, em luneta Zeiss e em telescópios portáteis, monitorados por um astrônomo.

No espaço Física no Cotidiano são oferecidas atividades ligadas aos conceitos fundamentais da ciência. “Temos o que chamamos carinhosamente de brinquedos da física, que são equipamentos que demonstram princípios físicos como magnetismo, condutividade, ótica e som. Então quem vem pode ter contato com o conteúdo científico de modo lúdico, brincando e interagindo com os equipamentos”, diz o diretor. São mais de 40 aparatos interativos, os maiores distribuídos pelos jardins do Cientec, como o giroscópio humano, e os menores concentrados em um prédio próprio.

E, para aproveitar a extensa área verde na qual está localizado, o Parque Cientec também promove atividades ao ar livre. Por estar situado dentro do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, o Cientec tem 120 hectares de mata com as nascentes do Ipiranga, além de lagos e trilhas monitoradas, uma atração à parte. “As pessoas podem não só passear como também discutir questões ligadas ao uso racional da água, o ciclo da água na natureza, o impacto ambiental das mudanças climáticas.” O espaço conta também com o projeto interativo Solo na Escola, em que os visitantes podem observar os principais tipos de solo no microscópio. O público pode também ver equipamentos que demonstram a conversão da energia solar, eólica, hidráulica e mecânica em energia elétrica e calor, além de visitar a estação meteorológica mais antiga em atividade no Estado de São Paulo.

Exposições temporárias – Acaba de ser inaugurada a exposição “Matemática e Música”, com curadoria do professor do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP Oscar João Abdounur. Nela os visitantes são convidados a um passeio numérico através dos sons com atividades interativas em diversos instrumentos musicais. “No início, há uma sala que busca instigar as pessoas acerca dos fenômenos acústicos por meio de perguntas que surgem no dia a dia, como o que te faz reconhecer a voz de alguém e por que as notas de um violão variam de acordo com o lugar que se pressiona as cordas. Ao longo da exposição, com mais três salas, a pessoa poderá encontrar as respostas”, afirma o curador. Com uma mistura de física elementar, matemática, história e da própria música, foi baseada na exposição francesa “Maths 2000” e é composta de cerca de cem experimentos que exploram fundamentos matemáticos. Também está prevista a inauguração em janeiro de outra mostra, intitulada “O Tempo e as Plantas”. Os visitantes vão poder ver fósseis de folhas com milhões de anos, discutir o tema e, em paralelo, observar análogos atuais das plantas fósseis.

O Parque Cientec fica na av. Miguel Stéfano, 4.200, Água Funda e funciona de segunda a sábado, das 9h às 16h, para o público em geral; em caso de grupos com mais de 15 pessoas é preciso agendar visitas pelo tel. 5077-6312. As atividades educativas acontecem até o dia 22 de dezembro e retornam no dia 5 de janeiro de 2016. Mais informações no site http://parquecientec.usp.br.